Tchau, tchau SPFW inverno 2012

26

jan 12

Texto Camila Oliveira

O SPFW para o inverno 2012 encerrou os desfiles na última terça (24) com a coleção vibrante do estilista André Lima. Nas passarelas, algumas tendências foram apontadas e já vale a pena ficar de olho para começar a preparar o guarda-roupa de inverno:

Rendas de Alexandre Herchcovitch; Detalhe romântico rendado no vestido da Huis Clos e couro na Ellus / ©Agência Fotosite

Nos tecidos, muita renda, com destaque para o trabalho de sobreposições na coleção do Alexandre Herchcovitch; veludo molhado de seda; cetim (que mesmo brilhante, ficou longe de ser chamativo); couro ora em detalhes, ora em peças inteiras e também mix de todos eles, equilibrando leves com pesados, texturas com lisos e também os sofisticados com os mais simples.

Outra grande vedete da temporada foram os comprimentos mídi, silhueta democrática e saia lápis, além de uma nova alfaiataria e peças que lembram pijamas – sim, pijamas! Quanto mais confortável melhor, como provou a Animale e a Huis Clos.

A estamparia apareceu com referências étnicas, tribal e oriental como forte aposta das marcas: Triton, Juliana Jabour e Lino Villaventura. Para quem tem medo de combinar, o inverno 2012 irá mostrar que é possível fazer conjuntinhos e ficar chic de forma simples. Em contraponto, o glamour deu as caras nas passarelas, e vale esperar vitrines com brilhos, plumas, golas e transparências para esquentar os looks da estação.

Conjuntinho da Animale; vestido comprimento mídi Tufi Duek e estamparia com referências étnicas da Triton / ©Agência Fotosite

Acompanhe a L’Officiel Brasil pelo twitter e curta nossa página no Facebook!

Giselle Nasser e Andrea Ribeiro contam o inverno da Cori

20

jan 12

Texto Stephanie Noelle

Giselle Nasser e Andrea Ribeiro, estilistas da Cori, foram buscar inspiração no universo do hipismo. “Escolhemos o hipismo porque é um dos únicos esportes que a mulher pode fazer usando alfaiataria”, contou Gisele, “a Cori é uma marca de alfaiataria, e além disso, é um tema que é sempre abordado. É clássico e pertinente pra gente”.

Dentro desse universo, a maior referência é a selaria, que serviu de ponto de partida para muitas peças. “Usamos muito couro, especialmente em aplicações pontuais nas peças”.

Além do couro, que foi usado criando texturas, tanto de escamas, quanto de tricô, a Cori leva às passarelas uma grande variedade de lãs , trabalhadas em todos os pesos. “Temos lã de alpaca, mousseline de lã, guipure de lã e lã feltrada, só pra citar algumas”, contou uma empolgada Gisele, motrando os tecidos em detalhes.

E se depender da marca, o inverno 2012 será dos comprimentos midi e das saias, godê ou lápis. “Saia é a nova alfaiataria”, decretou a estilista. Quanto aos shapes, a Cori vem democrática. “Temos formatos mais justos, próximos ao corpo, mas também têm mais largos. É bem democrático”.

Os acessórios, que costumam ser pensados após a coleção ser desenvolvida, vieram na frente dessa vez. “Eles meio que nortearam a coleção, eles nasceram antes. Eles têm bastante importância!”. Nas araras era possível ver diversos modelos de botas e sapatos estilo ‘mary jane’, todos com forte semelhança aos usados no hipismo, e bolsas, muitas bolsas.

 

Veja os melhores momentos do desfile:

©Agência Fotosite

 

Acompanhe a L’Officiel Brasil pelo Twitter, Tumblr e curta nossa página no Facebook!