Tchau, tchau SPFW inverno 2012

26

jan 12

Texto Camila Oliveira

O SPFW para o inverno 2012 encerrou os desfiles na última terça (24) com a coleção vibrante do estilista André Lima. Nas passarelas, algumas tendências foram apontadas e já vale a pena ficar de olho para começar a preparar o guarda-roupa de inverno:

Rendas de Alexandre Herchcovitch; Detalhe romântico rendado no vestido da Huis Clos e couro na Ellus / ©Agência Fotosite

Nos tecidos, muita renda, com destaque para o trabalho de sobreposições na coleção do Alexandre Herchcovitch; veludo molhado de seda; cetim (que mesmo brilhante, ficou longe de ser chamativo); couro ora em detalhes, ora em peças inteiras e também mix de todos eles, equilibrando leves com pesados, texturas com lisos e também os sofisticados com os mais simples.

Outra grande vedete da temporada foram os comprimentos mídi, silhueta democrática e saia lápis, além de uma nova alfaiataria e peças que lembram pijamas – sim, pijamas! Quanto mais confortável melhor, como provou a Animale e a Huis Clos.

A estamparia apareceu com referências étnicas, tribal e oriental como forte aposta das marcas: Triton, Juliana Jabour e Lino Villaventura. Para quem tem medo de combinar, o inverno 2012 irá mostrar que é possível fazer conjuntinhos e ficar chic de forma simples. Em contraponto, o glamour deu as caras nas passarelas, e vale esperar vitrines com brilhos, plumas, golas e transparências para esquentar os looks da estação.

Conjuntinho da Animale; vestido comprimento mídi Tufi Duek e estamparia com referências étnicas da Triton / ©Agência Fotosite

Acompanhe a L’Officiel Brasil pelo twitter e curta nossa página no Facebook!

Triton e seu inverno democrático

21

jan 12

Texto Stephanie Noelle

©Agência Fotosite / montagem por Camila Oliveira

O desfile da Triton, que fecha o segundo dia de São Paulo Fashion Week, traz o passado da marca com um olhar atual. A estilista Karen Fuke explicou que nessa coleção a veia “college” da marca vem bastante forte, com muita mochila, bolsas “pastas” e camisas.

Engana-se, no entanto, quem imagina que o resultado disso é algo muito jovem e despojado. Karen traz tais elementos aliados à referências como a Catedral de Notre Dame e porcelanas déco (compradas pela estilista em um mercadinho) e materiais sofisticados, como tweed, bordados gráficos (que de longe parecem estampas) e muitas contas e canutilhos, que maximizam os desenhos formados pelos bordados. As botas com velcro, um clássico dos anos 90 – da moda e da Triton, também foram resgatadas, com um perfume mais atual, que lembra os tênis-desejo do momento.

Estampas digitais também permeiam a coleção, que tem shapes bem democráticos, do justo ao largo, dos vestidos às jaquetas. “A Triton sempre fez isso e eu não vou mudar”, explicou  a estilista.

 

Acompanhe a cobertura da L’Officiel Brasil pelo twitter e curta nossa página no Facebook!