Tendência: comprimento mídi

22

jan 12

Texto Camila Oliveira

Desfle de inverno 2012 da Cori, Animale e Tufi Duek / ©Agência Fotosite

Há algumas estações, grifes internacionais como Prada, Marc Jacos e Marni vêm apostando em saias e vestidos no comprimento mídi – aquele abaixo do joelho, que a primeira vista parece ser difícil de usar e adaptar ao closet da mulher brasileira.

Na temporada de inverno 2012 do SPFW, essa moda dominou as passarelas e estão aparecendo em quase todos os desfiles: Animale, Cori e Tufi Duek são algumas das marcas que trouxeram o comprimento para suas coleções. Mas com tantas dúvidas se vale a pena apostar na tendência ou não, e entre uma apresentação e outra, a L’Officiel Brasil conversou com a personal stylist Adriana Palhares, que explicou como o mídi pode ser democrático e muito bem usado, sim.

Segundo Adriana, esta é uma das alturas mais elegantes do universo fashion e perfeita para mulheres de pernas longilíneas. Para não envelhecer o look nos outros biótipos, o ideal é que seja equilibrado. “A escolha da combinação do top, da modelagem e cortes são essenciais. Faça sempre uma avaliação do seu tipo de corpo: se for baixinha, opte pela composição monocromática e salto alto com acabamento delicado. Já as mais cheinhas ou com quadril largo devem aderir a regra da proporção, com tecidos mais pesados, cores escuras e com poucos detalhes”, explica.

O mix de acessórios e texturas está liberado para todas, que além de rejuvenecer o visual, deixa o look cheio de bossa e mais moderno.

Acompanhe a cobertura da L’Officiel Brasil pelo twitter e curta nossa página no Facebook!

Deixe um comentário